TOP 5 (#3)

18 de set de 2010

Interrompi o Top 5 no post passado, e quase interrompo hoje de novo, mas resolvi terminá-lo logo pra poder postar outras coisas.

#3 O Estudante - Adelaide Carraro

Sinopse - Esse é mais que um simples livro. Essas são mais do que meras palavras impressas. O Estudante é o grito desesperado de alerta, para jovens, pais, professores, todos, enfim, que podem a qualquer momento se tornar vítima dos tóxicos. É o relato de um jovem que teve seu lar destruído pelo fantasma mortal das drogas, que não respeita idade, classe social, religião, nem cor. Muitos acharão o conteúdo desse livro chocante e brutal, mas não devem se esquecer que muito mais brutal é a realidade que aqui se descreve. Não pode deixar de ser lido e recomendado por todos que abominam a miséria e a degradação a que o vício das drogas arrasta os jovens.


Bom, esse livro passou por algumas gerações da minha família, e, se depender de mim, vai continuar passando. Minha mãe me deu pra ler quando eu entrei na adolescência e ele me fez entender um pouco da realidade que assombra mais pessoas do que somos capazes de entender.
O Estudante conta a história de Roberto e Renato Lopes Mascarenhas, dois irmãos da classe alta de São Paulo.
Renato é o filho prodígio, o orgulho da família, além de ser considerado um herói para Roberto. Boas notas, boa educação, bons modos, Renato é o filho que todos os pais gostariam de ter. Mas ele precisaria de mais do que isso para vencer as drogas.
Narrada por Roberto, essa estória-verdade é dividida em Parte Azul e Parte Negra, e nos leva a refletir sobre que tipo de pessoas que os jovens se envolvem e o poder da influência que certos amigos podem exercer em um adolescente.
A ruína de Renato começa quando ele começa a se envolver com o encrenqueiro Mário. A relação dos dois, reprovada pela família Lopes Mascarenhas, aos poucos faz com que a conduta de Renato, juntamente com as suas notas, entre em declínio e o façam perder de ano.
Daí pra frente seu estado só piora.
Acompanhamos a luta de uma família que não mede esforços para salvar seu filho da maldição das drogas.
Com relatos assustadores, os leitores se veem presos em uma realidade que poucos conhecem. Como as drogas podem destruir até mesmo a pessoa mais bem educada e instruída.
Com um final chocante e supreendente, O Estudante abre nossos olhos para uma realidade que pode estar mais próxima do que imaginamos.


Sei que essa resenha não está muito boa, mas é realmente difícil pra mim escrever sobre um livro que me marcou tanto. Só quem ler pode entender o que eu estou falando.
xx

2 comentários:

Babi Lorentz disse...

Quando eu tava na sexta série, se não me engano, a professora inventou um tal de círculo de leitura e um colega meu leu esse livro. Ele falou muito bem, que tinha gostado bastante da história e essas coisas. Eu ficava doida pra locá-lo na biblioteca, mas, sempre que eu ia atrás (uma vez ou outra, confesso que eu não vivia na biblioteca naquela época), não encontrava. O tempo passou e eu nem me lembrava mais do livro, aí acabei deixando pra lá. Não li, mas sempre ouvi maravilhas sobre ele (:

Dani Fuller disse...

E eu nem conhecia esse livro.. parece intenso!! Achei o máximo isso de passar pelas gerações.. sem dúvida é importante isso.. ´principalmente pelo assunto q trata.

bjs